uma vez que você quer morrer hoje? – Renato Terreno

Cansado de ouvir que “houve incompetência”, Jair Bolsonaro resolveu centrar forças no único tema que apresenta inquestionável eficiência: cancelar o CPF dos brasileiros.

É a força motriz de suas políticas públicas. Finalmente, não há capacidade de investimento para que o Estado consiga escoltar essa mania de a pessoa querer viver século anos.

A diretriz foi dada em 1999: “Só vai mudar infelizmente quando partirmos para uma guerra social, fazendo um trabalho que o regime militar não fez. Matando uns 30 milénio”.

Ilustração de Débora Gonzales, publicada nesta sexta-feira, 30 de abril de 2021

Bolsonaro está supra da meta. Para manter a subida produtividade, o governo federalista oficializou os seguintes programas:

Programa de Aceleração do Coronavírus: Em vigor desde o início da pandemia, o projeto de fomento à Covid-19 agora ganha um nome. Entre as principais realizações estão as 11 ofertas rejeitadas para compra de vacinas, as recusas em orientar a população sobre o uso de máscara e o distanciamento social, as tentativas de distorcer dados oficiais e as aglomerações provocadas pelo presidente.

Criou-se um envolvente tão eficiente para a propagação da doença que ministros de Estado se esconderam para tomar a vacina. Bolsonaro, apesar de já ter idade, segue sem ser vacinado (ao menos em público).

Ciência Zero: A política de descrédito da ciência é extremamente eficiente. Não se acredita mais em dados, pesquisas e conhecimento para a formulação de políticas públicas. A opinião de um ex-aluno de Olavo Roble vale mais que os dados apresentados pelo físico Ricardo Galvão, que tem pós-doutorado no MIT e coordenou o Inpe.

Com isso, políticas públicas para a Amazônia incluem o competente extermínio de toda uma biodiversidade, o fomento ao surgimento de novos vírus oriundos da floresta e o término do regime de chuvas.

Sonho da Arma Própria: A geração de um imaginário popular exaltando pistolas, escopetas e fuzis foi acompanhada de iniciativas uma vez que o incisão de impostos, o esmorecimento da fiscalização e das regulamentações e, de quebra, a redução do rastreamento de munições.

Importante primar também as mudanças no Código de Trânsito que premiam infratores. E o sucesso da política macroeconômica com o Programa Penúria para (Quase) Todos.

Uma vez que, para o governo, a liberdade é fundamental, essas políticas garantem aos brasileiros a liberdade de escolher uma vez que preferem morrer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *